Lima Souza news

Lima Souza news

radio

quarta-feira, 30 de março de 2022

Município de São Luis de Montes Belos recebe R$ 28 milhões de investimentos do Governo de Goiás Governador assina ordem de serviço para ampliação do sistema de abastecimento de água e construção do Hospital Veterinário da Universidade Estadual de Goiás (UEG), entrega Laboratório Include e novas sedes das polícias Militar e Civil

Governador Ronaldo Caiado, em São Luís de Montes Belos, ao entregar benefícios e autorizar obras: "Meu objetivo é implantar em cada município estruturas do governo”, ressaltou (Foto: Junior Guimarães) Durante a passagem por São Luís de Montes Belos, nesta quarta-feira (30), o governador Ronaldo Caiado inaugurou obras no município com investimentos superiores a R$ 28 milhões. São benefícios que aprimoraram a segurança pública, educação e o serviço de saneamento básico. Mais cedo, o governador entregou a Policlínica Estadual da Região Oeste, que comporta atendimentos em 20 especialidades médicas. “Meu objetivo, como governador, é implantar em cada município estruturas do governo. Aí, sim, estarei realizado. Quando cada prefeito tiver condição de agir, contando com toda a estrutura que tem do Governo de Goiás, estará de bom tamanho”, disse Caiado. Segundo enfatizou, seu intuito é que os 246 prefeitos e prefeitas de Goiás, com as parcerias, "se sintam como governadores”. “Quero melhorar cada cidade, é isso que me move”, ressaltou. O governador assinou ordem de serviço para a ampliação do sistema de abastecimento de água. Serão investidos R$ 17,7 milhões na construção definitiva de uma nova captação no Ribeirão Santa Rosa, que vai elevar a produção de água em 117 litros de água por segundo. As obras têm previsão para iniciar em maio deste ano e terminar no segundo semestre do ano que vem, beneficiando mais de 30 mil habitantes. Foi assinada também a ordem de serviço que oficializa a liberação de R$ 7,2 milhões para a para construção do Hospital Veterinário da Universidade Estadual de Goiás (UEG). No local serão realizados exames e atendimentos clínicos e cirúrgicos. Caiado lançou, ainda, o Programa de Produção e Transferência de Embriões. A UEG investirá cerca de R$ 3 milhões ao longo dos próximos cinco anos para consolidar sua vocação na área de Biotecnologia Animal. “Estamos dispostos a trazer tecnologia de ponta, por meio das nossas pesquisas, para servir ao povo goiano. Obrigado, governador, por todo o incentivo, esforço e fomento necessários para que pudéssemos fazer e desenvolver tecnologia e ciência”, disse o reitor da UEG, Antônio Cruvinel. Educação e segurança Outra entrega foi da quadra poliesportiva do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva, onde o Governo de Goiás investiu R$ 410 mil. Na mesma unidade também foi instalado mais um Laboratório Include. No espaço, os alunos têm acesso a cursos com metodologia e linguagem de software e hardware, desenvolvidos para viabilizar a inclusão social e econômica.
Goiás investiu R$ 410 mil na quadra poliesportiva do Colégio Estadual Presidente Costa e Silva (Foto: Junior Guimarães) Por fim, o governador entregou as sedes do 7° Comando Regional da Polícia Militar (CRPM) e da 7ª Delegacia Regional de Polícia. A delegacia foi construída com 100% de mão de obra do sistema prisional e contou com investimento de R$ 350 mil, entre recursos municipais e de parceiros, como empresários e produtores rurais. O terreno foi cedido pelo governo federal. “Hoje, temos em São Luís de Montes Belos as duas regionais, a da Polícia Civil e a da Polícia Militar. Embora tenha sido feito um levantamento de que aqui seria a cidade ideal para atender às demais da região, todos esses benefícios não viriam sem a permissão do senhor, governador”, disse o prefeito do município, Major Eldecírio, ao agradecer a Caiado também pela implantação na cidade de uma unidade de atendimento do Vapt Vupt.
Governador entregou as sedes do 7° Comando Regional da Polícia Militar (CRPM) e da 7ª Delegacia Regional de Polícia (Foto: Junior Guimarães) Participaram também do evento os secretários estaduais de Saúde, Ismael Alexandrino; da Retomada, César Moura; de Indústria e Comércio, Joel Sant'Anna Braga Filho; de Desenvolvimento e Inovação, Márcio César; a deputada federal Flávia Morais; o deputado estadual Rafael Gouveia; prefeitos da região e outras autoridades. Fonte: Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Feira da Goiaba realizada em Brazlândia começa nesta sexta-feira A 7ª edição da Feira da Goiaba celebra a época de colheita da fruta mais abundante do DF. O evento vai acontecer nos dias 1º, 2, 3 e 7, 8, 9 e 10 de abril, na Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag).

Feira da Goiaba em Brazlândia começa na sexta-feira, 1º de abril. - A 7ª edição da Feira da Goiaba, que celebra a época de colheita da fruta mais abundante do Distrito Federal, já tem data para acontecer. O evento será realizado em dois fins de semana do mês, de 1º a 3 e de 7 até 10 de abril. A abertura será às 18h, na sexta-feira. Aos sábados e domingos, a feira funcionará das 10h às 22h, na Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag). A entrada é gratuita, e o visitante poderá comprar produtos derivados, além da própria fruta. A feira terá 30 estandes de produtores locais. Nos dias 2 e 9 de abril, às 16h, o Centro de Formação Tecnológica e Desenvolvimento Profissional (Cefor) da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) promoverá oficinas de receitas doces e salgadas com goiaba. As inscrições são gratuitas e feitas no momento da atividade. No Empório da Goiaba, com 28 estandes, estarão à venda doces, geleias, licores, bolos, tortas e outros alimentos preparados pelos produtores da região de Brazlândia — onde está concentrada a maior parte do cultivo da fruta. Flores e plantas ornamentais estarão em exposição e comercialização, na Flora Braz. Outra iniciativa gastronômica será a premiação do concurso de receitas — que conta com a participação de moradores de áreas rurais do DF e é promovida pela Emater em parceria com a Universidade Católica de Brasília (UCB). Os pratos serão preparados nesta terça-feira (29/3) e julgados por chefs convidados. Oficinas Para o brasiliense que possui interesse em iniciar ou aprimorar a produção de goiaba, haverá um Dia de Campo, no sábado (2/4). Em uma propriedade rural, técnicos da Emater vão falar sobre espaçamento de mudas, poda, colheita e custos da produção de goiaba. A inscrição será online, gratuita, com 120 vagas. Para quem prefere conhecer mais de perto o cultivo, colher e comer a fruta do pé, aos domingos (3 e 10 de abril), será realizado o Colha & Pague. Com vagas limitadas a 20 pessoas por turma, haverá um link para pré-inscrição e confirmação posterior mediante pagamento. A atividade vai acontecer com duas turmas no período matutino (9h às 10h e 11h às 12h) e mais duas no período vespertino (14h às 15h e 16h às 17h). A inscrição custará R$ 50 por pessoa e dará direito a lanche e frutas colhidas. Parceria O evento é realizado pela Emater, Arcag, Administração de Brazlândia, Secretaria de Turismo (Setur) e Cresce-DF. Os produtores de goiaba do DF devem colher aproximadamente 9 mil toneladas da fruta neste ano. A safra principal ocorre no final de março. O segundo período de colheita, a “safrinha”, ocorre de setembro a outubro. O DF tem 123 produtores da fruta, com uma área total cultivada de 313,6 hectares. A principal região produtora da fruta é Brazlândia. Segundo o gerente da Emater, Hélio Roberto Lopes, espera-se uma receita bruta de aproximadamente R$11 milhões. “Foi um ano em que choveu muito, mas não chegou a atrapalhar significativamente a produção, pois a goiaba é exigente em água”, conta. Serviço 7ª Feira da Goiaba de Brazlândia Datas: 1º, 2, 3, 7, 8, 9 e 10 de abril Horário: aos sábados e domingos das 10h às 22h (praça de alimentação até meia-noite). Nos dias de semana, a abertura é às 18h. Local: Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag) – BR-080, Km 13, Brazlândia-DF. Entrada franca. Com informações da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) https://www.correiobraziliense.com.br/

terça-feira, 29 de março de 2022

Viroses aumentam procura por atendimento na UPA Mansões Odisséia

 


Viroses aumentam procura por atendimento na UPA Mansões Odisséia

Número de acolhimentos pediátricos aumentou em mais de 50% durante mês de março

É natural que na virada do verão para o outono, os casos de doenças virais aumentem nas cidades goianas. Como afeta principalmente crianças, a UPA – Unidade de Pronto Atendimento Mansões Odisséia já começou a sentir os reflexos dessa mudança de clima.

Porta aberta de urgência e emergência para assistência pediátrica no município, a unidade funcionou na última semana atendendo acima da sua capacidade instalada, o que impactou no tempo de espera.
Durante o mês de fevereiro, foram contabilizados 2.012 atendimentos pediátricos na unidade, uma média diária de 71 pacientes. Já nos primeiros 28 dias de março, esse quantitativo saltou para 3.002 acolhimentos, um aumento 51% superior ao de crianças atendidas na UPA.

De acordo com a pediatra e coordenadora médica da UPA Mansões, Débora Cruvinel, grande parte dos atendimentos ao público infantil está ligado aos episódios de viroses, comuns nesse período do ano.
“A maior parte dos atendimentos em pediatria neste período sazonal, que corresponde entre os meses de março a julho, se trata de infecções do trato respiratório. Este número corresponde a mais de 80% dos atendimentos pediátricos dentro da UPA nesse período”, explica a médica.

Como é o fluxo de atendimento?

Quando o paciente chega à unidade, logo passa pela Classificação de Risco. Nesse momento, a equipe de Enfermagem avalia o quadro clínico do usuário, sintomas, queixas, sinais vitais, risco de morte, escala de dor e nível de consciência. Os pacientes com estado de saúde considerado mais grave são atendidos de forma prioritária.

Os níveis de gravidade são identificados por cor e, para cada um deles, há um tempo estimado para que o atendimento seja realizado. Os pacientes que recebem a pulseira vermelha são considerados gravíssimos e necessitam de atendimento imediato. Já a pulseira laranja indica que o caso é grave, com risco significativo e necessita de atendimento urgente, em até 10 minutos. Se a pulseira for amarela, a gravidade é moderada. O paciente necessita de atendimento rápido, mas pode aguardar até uma hora.

A pulseira é verde? Então, o risco de agravamento da saúde é baixo e o paciente pode aguardar até duas horas. Agora, se a pulseira for azul, não é uma urgência. O usuário pode aguardar atendimento por até quatro horas ou ser encaminhado para uma Unidade Básica de Saúde.

“O protocolo de Classificação de Risco tem o objetivo garantir o acolhimento de forma prioritária aos pacientes identificados com quadro clínico mais agravado. O sistema preconiza que o tempo máximo de atendimento seja de quatro horas. No entanto, com o grande volume de procura registrado nos últimos dias esse fluxo de atendimento é afetado e o tempo de espera pode ser estendido”, afirma Débora Cruvinel.

Como evitar viroses?
Durante o mês de março, as causas mais frequentes de atendimento infantil têm sido infecção aguda das vias aéreas, síndrome mão-pé-boca, diarreia, bem como coriza, tosse e espirros persistentes com a apresentação de quadro febril.
A médica Débora Cruvinel orienta cuidados que podem evitar a transmissão e o contágio pelos vírus. São eles:

– Manter as mãos limpas;

- Usar álcool em gel;

- Utilizar máscara facial em ambientes fechados;

- Fazer a higienização nasal diariamente;

- Cobrir as vias respiratórias sempre que tossir e espirrar;

– Manter-se hidratado;

- Ter uma alimentação balanceada, rica em frutas e legumes

Fonte: isac

Prática do reuso de água traria incremento de quase R$ 6 bilhões à economia brasileira Luciano Marques


 O reuso de água traria um incremento à economia de aproximadamente R$ 6 bilhões ao ano, segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A prática se torna ainda mais relevante tendo em vista que mais de 60 milhões de brasileiros vivem hoje em cidades com menor garantia de abastecimento de água potável. Isso quer dizer que mais de um terço da população corre risco constante de racionamento.

Diante dos problemas hídricos enfrentados pelo país, como a pior seca dos últimos 91 anos que atingiu cinco estados brasileiros em 2021, o Congresso Nacional discute alternativas para assegurar o abastecimento, como o Projeto de Lei 10108, de 2018, que regulamenta a atividade de reuso de água. A ideia é apontar fontes alternativas para o abastecimento de água, tais como reuso, água de chuva e águas residuais. 

O senador Confúcio Moura (MDB RO), vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, ressalta que a melhor maneira de comemorar o 22 de março, Dia Mundial da Água, é refletir sobre a importância desse recurso. Para o parlamentar, o governo tem que trabalhar de forma preventiva para preservar um dos maiores bens do país.

“Há vários projetos em andamento no Congresso Nacional, entre eles temos o projeto de autoria do senador Cássio Cunha Lima, o 10.108, que justamente visa disciplinar o uso adequado de outras fontes alternativas de água doce, como água da chuva, água de reuso e outras águas. Então, o que nós temos que fazer são as medidas preventivas, agir antes do caos, da catástrofe, da falta da água”, alerta o senador.

DIA MUNDIAL DA ÁGUA: Brasil precisa assegurar abastecimento de água à população

ONU: Manejo sustentável das florestas e o uso de seus recursos são essenciais para combater as mudanças climáticas

Em encontro com representantes de cidades-polo do Nordeste, ministro destaca importância da água para o desenvolvimento regional

Luciana Villa Nova, colíder da força-tarefa de Bioeconomia da Coalizão Brasil, uma articulação multissetorial brasileira dedicada à promoção de uma vida mais sustentável no país, explica que as discussões que estão ocorrendo hoje no Congresso são extremamente importantes para elevar a condição do cuidado com a água a outro patamar, além de evoluir ainda mais em termos de política pública na busca por uma maior segurança hídrica.

Segundo a especialista, a gestão hídrica é complexa porque envolve diferentes fatores e precisa ter uma interdisciplinaridade entre agricultura, floresta e setor produtivo, uso da água e poluição da água. E o reuso seria uma das soluções, como demonstra o município de Extrema, em Minas Gerais, onde a segurança hídrica foi implementada com sucesso.

“Regular uma água de reuso, estimular novas formas de tratamento de água in loco diminui o custo e, ao mesmo tempo, melhoram a reutilização do volume de água de forma significativa. Então, casos como o de Extrema e outros casos que vem trabalhando, regulando água de reuso, precisam ser rapidamente implementados”, ressalta Luciana.

Ponto para a indústria

A água cobre 70% da superfície de nosso planeta, mas menos de 3% desse total é de água doce, ou seja, apropriada para o consumo. Enquanto a oferta de água doce no planeta é pequena, a demanda é enorme e só aumenta. A agropecuária é responsável pelo consumo de 70% de toda a nossa água, enquanto a indústria e o consumo humano respondem por quase todo o restante. Segundo dados da FAO-ONU, para se produzir um quilo de carne são gastos 15 mil litros de água. Para produzir a comida que uma pessoa come em um dia são necessários de 3 mil a 5 mil litros, ou seja, em média se gasta mais de 27 trilhões de litros de água por dia no mundo só com isso. Ainda segundo a FAO-ONU, em 30 anos o consumo de alimento dobrou e o consumo de água cresceu duas vezes mais que a população.

Na prática de reuso, a água passa por um processo de purificação e tratamento especializado, alcançando parâmetros de qualidade estabelecidos pela legislação brasileira, que torna o recurso útil para fins menos nobres, ajudando principalmente esses dois setores.

A indústria, por exemplo, ganharia em diversos pontos com a prática do reuso. Uma indústria de médio porte pode chegar a reduzir em até 50% a dependência de água potável, gerando economia nas despesas de consumo e, ainda, obter incentivos fiscais. Além disso, pode contar com uma garantia de estabilidade operacional, reduzir o consumo de água nobre, contribuindo para a preservação do recurso, e diminuir o descarte de efluentes, o que preserva o corpo hídrico.

O PL 10.108/2018 visa a criação de infraestruturas e instalações operacionais de saneamento básico ligadas ao reuso e ao abastecimento de água por fontes alternativas. Além disso, inclui na Lei de Saneamento Básico os conceitos de “água residuária”, “água de reuso” e “fontes alternativas de abastecimento de água”; e altera a Lei das Águas (9.433) para estabelecer que a utilização da água de reuso para fins agrícolas e da indústria estejam entre as “metas de racionalização de uso, aumento da quantidade e melhoria da qualidade dos recursos hídricos disponíveis”.
 



Fonte: Brasil 61

segunda-feira, 28 de março de 2022

Hugol inaugura ressonância magnética e recebe certificado de qualidade hospitalar ONA 3 Com alto nível técnico e tecnológico – a exemplo do sofisticado aparelho de ressonância – e atendimento humanizado, unidade do Governo de Goiás atinge nível máximo de excelência







Aparelho de ressonância magnética do Hugol é um dos mais sofisticados do gênero em Goiás, capaz de produzir imagens de alta resolução (Foto: Britto)  O Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) deu mais um passo significativo que o valida como a mais importante unidade pública de saúde da Região Centro-Oeste e uma das mais relevantes do País. Na manhã desta segunda-feira (28), foi inaugurado o Serviço de Ressonância Magnética da unidade do Governo de Goiás. Na mesma cerimônia, o Hugol recebeu o Certificado de Acreditação com Excelência nível 3, a mais alta certificação de qualidade hospitalar atribuída pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). 

A solenidade, realizada no auditório do Hugol, contou com presença do secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, representando o governador Ronaldo Caiado; de representantes da Associação de Gestão, Inovação e Resultados em Saúde (Agir), organização social que administra o Hugol; e de todos os diretores da unidade, entre os quais o diretor-geral, Hélio Ponciano Trevenzol. Trabalhadores do hospital de diferentes áreas prestigiaram a cerimônia. 

O aparelho de ressonância magnética do Hugol é um dos mais sofisticados do gênero em Goiás, capaz de produzir imagens de alta resolução com até 180 canais de diferentes órgãos, como cabeça/pescoço, mama, joelho, ombro, pulso, pé, tornozelo, coluna total e coração. Além desse equipamento, o serviço é dotado de aparelho de anestesia e monitor multiparamétrico, para exames sob sedação, e bomba injetora de contraste para exames contrastados.

Ismael Alexandrino acentuou que desde o início de sua gestão, em 2019, atuou com a meta de o Hugol ser reconhecido como unidade de excelência. Conforme o secretário, hoje o hospital tem alta resolutividade pelo método objetivo e técnico, que avalia as características de resposta da unidade; pela qualidade de atendimento da unidade e pela avaliação dos trabalhadores.

“Hoje concretizamos mais um passo com a inauguração  do Serviço de Ressonância Magnética, qualificando o apoio e o diagnóstico”, sublinhou o secretário, ao enfatizar que a unidade chegou na sua maior potencialidade com 512 leitos instalados. 

Em seu pronunciamento, Trevenzol destacou que o Serviço de Ressonância Magnética representa uma importante conquista para que o Hugol continue firme no propósito de resolver, de forma integral, os problemas de saúde dos pacientes. Ele assinalou que, ao incorporar meios de diagnósticos, o hospital se torna cada vez mais eficiente. 

Referência
O diretor-geral fez um breve histórico dos avanços da unidade, dos serviços que presta à população e da importância de cada uma destas conquistas. “Somos um hospital com 512 leitos, referência em queimadura no Estado, recebendo pacientes de todo o Brasil”, pontuou. A unidade, conforme disse, também é referência em trauma pediátrico e em urologia de urgência.

O Hugol, prossegue o diretor-geral, é o único hospital do Estado que dispõe de um banco de sangue autossuficiente, conseguindo coletar a quantidade, processar e infundir nos pacientes internados e fornecer o excedente para outras unidades gerenciadas pela Agir e, também, para o Hemocentro Estadual Coordenador Professor Nion Albernaz (Hemogo). 

A avaliação que resultou na concessão do ONA 3 ocorreu entre os dias 20 e 22 de dezembro de 2021, por meio da instituição acreditadora Fundação Carlos Alberto Vanzolini (FCAV). Hélio Trevenzol relacionou a conquista do certificado ao esforço de todos os trabalhadores da unidade, “que diariamente não medem esforços para tornar o atendimento ao paciente o mais humano possível”.  

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde - Governo de Goiás

Vem aí o Curso de Boas Práticas de Fabricação

 

A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás através da Secretaria Municipal de Agricultura realizará o Curso de Boas Práticas para empreendedores do município. O curso ocorrerá nos dias 06 e 07 de abril , das 09:00h às 16:00h. Todos os participantes terão ainda  almoço no local.

O curso será realizado no auditório do CREA-GO, próximo à Prefeitura Municipal de Águas Lindas

A produção do  Evento é uma parceria entre o Serviço de Inspeção Municipal da Secretaria Municipal de Agricultura e Emater-GO.

O Curso de Boas práticas de Fabricação ensina de forma geral ao empreendedor como produzir alimentos de forma que atenda as condições sanitárias necessárias para a segurança da saúde do consumidor.

De certa forma, esse curso é essencial àqueles que desejam possuir o Selo de Inspeção Municipal (SIM). Esse selo é o que permite comercializar de forma legal algum produto de origem animal dentro do município.

 

Para realizar a inscrição no curso basta enviar o nome completo, o CPF e o que produz atualmente para o WhatsApp (61) 99465-2642  ou pessoalmente na Secretaria Municipal de Agricultura.

“Não dá para apostar contra um cenário de economia crescente este ano”, aposta economista


 O índice que mede a confiança do consumidor (ICC) caiu 3,1 pontos em março, segundo divulgou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta sexta-feira (25). A inflação na casa dos dois dígitos (10,54%) e o endividamento das famílias pesaram para que o otimismo dos brasileiros caísse no último mês. 

Por outro lado, há pouco mais de três semanas, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu 4,6% em 2021 e que a taxa de investimento chegou aos 19,2%, o maior patamar desde 2014. Além disso, no ano passado, o Brasil gerou mais de 2,7 milhões de vagas de emprego com carteira assinada. 

Como entender os sinais contraditórios que a economia brasileira parece dar? Para tentar explicar, o portal Brasil 61 entrevistou o professor Adriano Paranaíba. O economista e diretor acadêmico do Mises Brasil falou sobre o resultado do PIB de 2021 e sobre as projeções para a economia do país este ano. 

Segundo o especialista, a perspectiva para o ano de 2022 é positiva, mesmo com a guerra entre Ucrânia e Rússia impactando as cadeias de produção e a inflação em alta. No cabo de guerra entre as projeções do Ministério da Economia, que aposta em crescimento próximo aos 2% e do mercado financeiro, que fala em 0,5%, Paranaíba prefere não tomar partido. 

Durante o bate-papo, o economista destacou o que, para ele, foi a notícia mais positiva do PIB brasileiro do ano passado: a alta na taxa de investimentos, que em apenas um ano cresceu 17,2%. Paranaíba explicou porque acredita que o Brasil está no caminho certo quando o assunto é de onde tem que vir o dinheiro para financiar o crescimento e criticou a reação “tardia” do Banco Central para lidar com a inflação. 

PIB cresce 4,6% em 2021 e país retoma patamar anterior à pandemia, diz IBGE

Brasil alcança maior taxa investimento desde 2014, mas ainda ocupa 128ª colocação em ranking internacional

Confira a entrevista:

Brasil61: A confiança do consumidor caiu em março, a inflação está na casa dos dois dígitos e o endividamento dos brasileiros é alto. Ao mesmo tempo, há não mais de um mês, o IBGE divulgava que o PIB brasileiro cresceu 4,6%, a taxa de investimentos alcançou o maior patamar desde 2014 e que o mercado formal de trabalho gerou mais de duas milhões e setecentos mil vagas em 2021. Os sinais da economia do país parecem contraditórios. Para ajudar a entendê-los, eu, Felipe Moura, conversei com o professor Adriano Paranaíba. O economista e diretor acadêmico do Mises Academy detalhou o resultado do PIB de 2021 e fez projeções para a economia brasileira em 2022.  

Professor Adriano, apesar de o PIB ter crescido 4,6% em 2021, a agropecuária, que costuma puxar a economia nos últimos anos, recuou. Qual análise o senhor faz dessa questão? 

Professor Adriano Paranaíba: “O PIB agropecuário, durante muitos períodos de crise brasileira, foi quem segurou mesmo o crescimento ou impediu um crescimento negativo maior, mas, na verdade, a parte agrícola foi muito bem. Eles foram beneficiados por ganhos reais de preços das commodities e quem realmente puxou pra baixo foi a questão da pecuária, que da mesma forma como a agricultura se beneficiou do câmbio, a pecuária foi um pouco prejudicada nesse sentido. Por mais que o PIB do IBGE fala lá da agropecuária, que teve esse recuo, o agronegócio teve um crescimento substancial. Eu acredito que a agricultura conseguiu superar essas desvantagens climáticas que você relatou, mas realmente a preocupação veio lá do setor da pecuária. Por exemplo, se pegar o PIB do agronegócio da CNA, a pecuária puxou 8,04% para baixo”. 

Brasil61: Agora, falando de perspectivas para 2022, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o mercado financeiro costumam divergir bastante em relação aos indicadores. Um fala em crescimento de 2%, outro em apenas 0,5%. O que o senhor pensa dessa discussão? 

Professor Adriano Paranaíba: “Eu não vou defender nenhum dos dois nesse meu ponderamento, porque o ministro Paulo Guedes faz o papel de ministro, que é vender otimismo pro mercado. Contudo, é bom a gente fazer uma análise retrospectiva: o [Boletim] Focus mais erra do que acerta. A gente tem um histórico de erros, tanto em previsão de PIB, como de taxa de juros e perspectiva de inflação também. Eu acredito que podemos ter um PIB melhor para esse ano por causa dos resultados de políticas microeconômicas, principalmente, que foram tomadas ao longo desses três anos. Está evidente que a pandemia acabou. A gente está tendo uma retomada, mais movimento acontecendo nas cidades. Então, a economia está voltando. Não dá para apostar contra um cenário de economia crescente esse ano”. 

Brasil61: O senhor é otimista mesmo com a guerra entre a Rússia e a Ucrânia impactando as cadeias globais de produção?

Professor Adriano Paranaíba: “Essa questão da Ucrânia com a Rússia, a guerra está se estendendo mais do que muitos analistas imaginavam e isso está trazendo uma instabilidade econômica financeira muito grande e o Brasil está, de certa forma, atraindo investimento. Você está tendo um volume interessante de pessoas migrando, trazendo investimento pro Brasil, muito mais porque o mundo está muito ruim do que propriamente do Brasil estar muito bom”. 

Brasil61: Professor, a taxa de investimento do Brasil alcançou o seu maior patamar desde 2014. Mas ainda estamos na posição 128 de 196 países quando o assunto é investimento. O que é preciso fazer para melhorar?

Professor Adriano Paranaíba: “De fato, foi o dado do PIB que mais chamou atenção porque não dá pra negar, pessoal, que o investimento privado é que traz crescimento econômico, é o que gera emprego, é o que gera renda. Você falou aí de dois mil e catorze, nós estamos falando de um Brasil que durante um período acreditava que o governo é quem era o responsável por fazer investimento. Nós tivemos lá a política lá dos ‘campeões nacionais’. Muito dinheiro e crédito subsidiado. E isso acabou nos levando a uma grande crise que tivemos e que nos colocou nessa posição tão ruim do Outlook do FMI. Então, o que nós estamos fazendo, na verdade, é correndo contra, que é o que puxou a gente a âncora lá pra trás, que nos afundou nesse número. Os números estão mostrando que a gente precisa aprofundar mais ainda nessa agenda que está dando certo. Tem muita gente torcendo contra, mas realmente essa questão de abertura econômica, abertura comercial do Brasil, facilita a atração de investimentos privados para um investimento real. Vamos imaginar assim: é como se fosse uma corrida e a gente demorou pra dar a largada. Agora é manter o ritmo e continuar só pensando em crescer que a gente vai alcançar o resto dos outros cento e tantos países que estão à nossa frente”. 

Brasil61: Na sua opinião, o investimento tem que vir da iniciativa privada? 

Professor Adriano Paranaíba: “Por que o investimento público na minha perspectiva é um investimento ruim? Porque ele não tem as informações que o mercado tem. E em vez de ajudar a economia, ele acaba distorcendo a economia. Não tem como burocrata em Brasília dizer exatamente quais são as áreas que precisam de investimento. Porque toda vez que o governo vai falar assim: ‘eu vou fazer um investimento’, ele acaba direcionando o investimento. Se esse investimento fica a cargo do mercado, o mercado que tem a sua capilaridade, os investidores, eles têm ali a capilaridade de enxergar o que que está acontecendo na economia, e na economia do mundo, eles vão saber direcionar melhor esse investimento”. 

Assista à entrevista completa abaixo:



Fonte: Brasil 61

domingo, 27 de março de 2022

Eleições 2022: Prefeitos do PSDB anunciam apoio à reeleição de Caiado

 

Manifestação foi em evento realizado neste sábado em Jaraguá 

Os prefeitos Vando Vitor Alves (Palmeiras de Goiás) e Mário José Sales, conhecido como Mário Macaco (Itapaci) declararam apoio à reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB) neste sábado (26). O anúncio ocorreu durante o 1º Encontro Regional do União Brasil e de Partidos Aliados, em Jaraguá.

A manifestação de Vando Vitor, que é prefeito da cidade de origem do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), se mostra importante para o projeto de Caiado. “Não estou olhando para a política, mas para o povo de Palmeiras”, destacou Vando Vitor, ao reforçar o trabalho do Governo de Goiás.

De Itapaci, Mário Macaco também confirmou que estará ao lado de Caiado nas eleições de outubro próximo. O prefeito também tem longo histórico de caminhada política ao lado do ex-governador. 

Em seu discurso, Caiado destacou o reconhecimento dos prefeitos tucanos e chegou a dizer que “truca” os três anos, dois meses e 26 dias de sua gestão com os 20 anos de governos de seu adversário. “Não vou me mudar de Goiás. Vou continuar caminhando pelas ruas de cada cidade do Estado”, criticou Marconi, que deixou Goiás após a derrota eleitoral de 2018 e foi morar em São Paulo.

Fonte: https://goias365.com.br/eleicoes-2022-prefeitos-do-psdb-anunciam-apoio-a-reeleicao-de-caiado/

sábado, 26 de março de 2022

Lançamento da pré campanhã do Anderson teodoro

 


Pré candidato  a deputado  estadual Anderson teodoro discursa no encontro de lançamento da pré campanhã  com a presença do deputado jose nelton  James farias líder de governo e demais outoridades presentes.

sexta-feira, 25 de março de 2022

PGE proporciona economia de meio bilhão em 2021


 O valor inicial (pedido pelas partes) total durante o ano foi de R$ 719,84 mi, mas os cálculos realizados pela Gerência apontaram o valor total devido de R$ 253,15 mi, evidenciando excesso de R$ 466,69 mi, ou de 65% em relação aos valores pretendidos

Os números são significativamente maiores do que os de 2020, quando foram analisados 4.138 processos e identificados valores indevidos em 1.633 deles (Foto: Reprodução)

 

A atuação da Gerência de Cálculos e Precatórios da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) proporcionou uma economia de R$ 466,69 milhões no ano de 2021 ao Tesouro Estadual. Foram analisados no órgão 7.312 processos, dos quais foram identificados valores reclamados superiores ao devido em 3.061 deles, o equivalente a 41,86% do total.

O valor inicial (pedido pelas partes) total durante o ano foi de R$ 719,84 milhões, mas os cálculos fundamentados realizados pelos servidores da Gerência apontaram o valor total devido de R$ 253,15 milhões, apurando-se excesso de R$ 466,69 milhões, ou de 65% em relação aos valores pretendidos.

Os números são significativamente maiores do que os de 2020, quando foram analisados 4.138 processos e identificados valores indevidos em 1.633 deles. Naquele ano, o valor proposto, de R$ 460,33 milhões, foi reduzido para R$ 277,46 milhões, com uma economia de R$ 182,86 milhões, equivalente a 40% do total pretendido.

Fonte: PGE - Governo de Goiás

Caiado participa da inauguração do Hospital Marília Mendonça, em Cristianópolis


 Governador participa nesta sexta, 25, da inauguração do Hospital Municipal Marília Mendonça, em Cristianópolis.  No mesmo município, Caiado inaugura o Expresso Balcão, ferramenta que oferece serviços públicos estaduais em formato digital aos cidadãos

Além da nova fachada com o nome da cantora, o local passou por obras de reforma e ampliação (Foto: Reprodução)

O governador Ronaldo Caiado participa nesta sexta-feira (25), às 17h, da inauguração da revitalização do Hospital Municipal Marília Mendonça, em Cristianópolis. Além da nova fachada com o nome da cantora, o local passou por obras de reforma e ampliação.

A homenagem, prevista em lei, foi sancionada em dezembro do ano passado. Antes, a unidade se chamava Hospital Municipal de Cristianópolis. A cantora, conhecida como a rainha da sofrência, nasceu no município e morreu aos 26 anos em um acidente aéreo, em novembro do ano passado.

Durante o evento, Caiado inaugura no município o Expresso Balcão, que oferece serviços públicos estaduais em formato digital, mas com interação com um atendente da prefeitura.

Serviço:

Assunto: Governador Ronaldo Caiado participa da inauguração da revitalização do Hospital Municipal Marília Mendonça, em Cristianópolis

Quando: Sexta-feira (25/03), às 17h

Onde: Rua Ricardo Valê, Centro, Cristianópolis (GO)

Fonte: Secom - Governo de Goiás

Sem-teto agredido por personal é convidado para ser deputado


 Quatro partidos tentam contato com Givaldo Alves

O morador de rua Givaldo Alves, de 48 anos, que foi espancado por um personal trainer, em Planaltina (DF), recebeu convites para se candidatar ao cargo de deputado. Segundo a coluna Janela Indiscreta, do portal Metrópoles, pelo menos quatro partidos tentam contato com o sem-teto para lançá-lo como candidato nas próximas eleições.

As legendas explicaram que a ideia seria lançar Givaldo na disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Câmara Legislativa (CLDF).

Alves ganhou destaque no país após ter sido agredido por ter relações sexuais com a esposa do educador físico Eduardo Alves, de 31 anos. O morador de rua garante que não estuprou a mulher.

Em entrevista ao Metrópoles, na quarta-feira (24), Givaldo afirmou que a relação foi consensual, tendo a própria esposa do personal trainer o convidado para entrar no veículo.

– Eu andava pela rua e ouvi um grito: “moço, moço”. (…) Olhei para trás e só tinha eu. (…) E ela confirmou comigo dizendo: “Quer namorar comigo?”. (…) “Moça, eu não tenho dinheiro, sou morador de rua. Não tenho dinheiro nem para te levar ao hotel”. Então, ela disse: “Pode ser no meu carro” – relatou.

Em outro momento da entrevista, o homem conta que as imagens das câmeras, que flagraram as agressões sofridas por ele, comprovariam que não houve estupro.

– Deus me colocou em um lugar cercado por câmeras que comprovam não ter havido nada disso [estupro]. Se fosse outro morador de rua, possivelmente já estaria preso – relatou.

Givaldo alega também que só tomou conhecimento de que a mulher era casada quando recebia atendimento médico no hospital. Até aquele momento, ele diz ter achado que estava sendo vítima de uma retaliação após testemunhar um motorista em um carro arrastando propositalmente uma mulher na região alguns dias antes.

O morador de rua, que é baiano, contou que foi casado, tem uma filha de 28 anos, e peregrinou por cidades da Bahia, Tocantins, Minas e Goiás até chegar a Brasília. Na capital federal, ele estaria vivendo uma rotina nas ruas entre abrigos públicos e casas de passagens.

Em função da briga com o personal, Givaldo teria sofrido um edema no olho e ficou com a costela quebrada. Questionado se estaria arrependido de estar envolvido no caso, o homem disse que, se pudesse, não teria olhado quando a mulher o chamou.

– Se eu pudesse, não olharia para trás, para aquela voz – completou. Fonte: https://informatudodf.com.br

quarta-feira, 23 de março de 2022

Quarta dose: Ministério da Saúde passa a recomendar segundo reforço da vacina contra a Covid-19 para idosos com 80 ou mais


 O Ministério da Saúde publicou nesta quarta-feira (23) uma nota técnica em que recomenda a aplicação de uma segunda dose de reforço contra a Covid-19 em pessoas com 80 ou mais. A quarta dose deve ser tomada quatro meses após a primeira dose de reforço, de acordo com a pasta. 

Segundo o Ministério da Saúde, o imunizante da Pfizer deverá ser utilizado, preferencialmente, para a aplicação da quarta dose nesta população. No entanto, o órgão também admite o uso das vacinas da Janssen ou AstraZeneca. O infectologista Hemerson Luz diz que o posicionamento do Ministério da Saúde já era aguardado e que a eficácia das vacinas tende a diminuir com o passar do tempo. Daí a necessidade de atualizar as recomendações. 

“Existem estudos científicos sobre o tempo de eficácia das vacinas que estão sendo utilizadas na Covid-19 e a necessidade de reforço. Esse reforço vai ter um aumento de eficácia e tem indicação, sim, para pessoas imunodeprimidas e, por enquanto, pessoas acima do sessenta e cinco anos, que são pessoas que em cinco meses, mais ou menos, já apresentam um decréscimo na eficácia da vacina com a diminuição no nível de anticorpos neutralizantes”, explica. 

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 apontou que, até a semana epidemiológica 8, os dados apontam para um aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Covid-19 na faixa etária acima dos 80 anos de idade, com tendência de perda de proteção em idosos adequadamente vacinados. Segundo a secretaria, “alguns estudos têm demonstrado a redução da efetividade das vacinas contra a Covid-19 a partir de 3 a 4 meses de sua aplicação e de maneira mais pronunciada após 5 meses”. 

Entre as justificativas do Ministério da Saúde para recomendar a aplicação da segunda dose de reforço (quarta dose) está a de que há “necessidade de adequação do esquema vacinal nos indivíduos com 80 anos de idade ou mais devido à redução da efetividade das vacinas contra a Covid-19 e, consequentemente, maior risco de complicações da doença”. 

Cerca de 59 milhões de brasileiros ainda não tomaram a dose de reforço contra a Covid-19, aponta Ministério da Saúde

DENGUE: 31% dos brasileiros acreditam que a doença deixou de existir durante a pandemia, mas Ministério da Saúde aponta aumento do número de casos em 2022

Hemerson Luz explica que a quantidade de doses necessárias para garantir maior proteção está sendo ajustada de acordo com o resultado dos exames. Ele diz que algo semelhante ocorreu para definir o número de doses e a frequência da vacina contra a gripe. 

“Olhando para a Covid, a gente pode pensar também que esses ajustes são necessários e os estudos devem continuar. As pessoas têm que parar de contar doses. Ninguém conta quantas vezes tomou a vacina da gripe na sua vida. A gente simplesmente vai lá e toma e a Covid-19 vai ser uma doença que volta e meia a população vai ter que tomar a vacina em algum momento. O que está sendo definido é o regime de doses. Isso ainda será definido”, disse. 

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde já havia recomendado uma quarta dose da vacina em pessoas imunocomprometidas com 18 anos de idade ou mais. Agora, o Brasil se junta a países como Israel e Chile, por exemplo, entre aqueles que aplicam a quarta dose da vacina contra a Covid-19 em idosos.   

A expectativa do Ministério da Saúde é que 4,6 milhões de brasileiros recebam a quarta dose com a nova recomendação. A pasta garante que há vacinas suficientes para aplicação neste grupo. 



Fonte: Brasil 61

terça-feira, 22 de março de 2022

Projeto de Lei do Vereador James Farias que Cria a Feira Itinerante Livre é Aprovado na Câmara Por Moisés Tavares--

 


Nas sessões ordinárias do mês de março o líder do governo na Câmara Municipal James Farias apresentou o projeto de lei criando a Feira Itinerante Livre em Águas Lindas de Goiás. O projeto foi aprovado por todos os vereadores por entenderem que neste periodo em que a população viveu uma pandemia preciso é fazer com que se tenha uma condição de se conseguir um trabalho para se levar o sustento para dentro de casa já que o desemprego aumentou muito nestes dois últimos anos e a criação da Feira Itinerante Livre dá condição para aqueles que se inscreverem poder vender seus produtos e ter um sustento. James Farias agradeceu o apoio de todos os pares e salientou que o projeto beneficiará e muito a população da cidade. A Câmara Municipal de Vereadores tem se pautado na busca do dialogo e do entendimento e nesse sentido o líder do governo James Farias tem tido um papel muito relevante em sua função é tanto que segue neste ano de 2022 sendo o líder do governo e na eleição da mesa diretora da Camara para o bienio 2023-2024, James Farias foi eleito CORREGEDOR da casa, uma responsabilidade maior que com maestria James executará. Moisés Tavares-- Jornalista-drDRT-01428-GO

terça-feira, 15 de março de 2022

Filiação de Marcela Passamani ao PL terá Ibaneis, Michelle Bolsonaro e Temer

 


secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, anuncia que, em 2022, planeja lançar o ‘Na Hora Itinerante’ | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

 Secretária de Justiça do DF mostra força política em seu ato de filiação

 

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), as primeiras damas Michelle Bolsonaro e Mayara Rocha e o ex-presidente Michel Temer devem participar, nesta terça-feira (15), do ato de filiação ao PL de Marcela Passamani, atual secretária de Justiça e Cidadania do governo do DF.

A filiação de Marcela será também prestigiada pelos presidentes nacionais do PL, Valdemar Costa Neto, e do Pros, Marcus Holanda, entre outro, para além de deputados distritais e federais.

Marcela Passamani atendeu a convite da ministra Flávia Arruda (Governo) para se filiar ao PL e disputar mandato de deputada federal, ocupando seu espaço na Câmara. Flávia será candidata ao Senado.

A filiação de Marcela ao PL atende também ao interesse político do governador Ibaneis Rocha, consolidando sua chapa majoritária.

O evento está previsto para as 17h no Minas Hall, casa de eventos localizada na Asa Norte (SCEN Trecho 3 Conjunto 6), em Brasília.

Fonte:https://www.tudooknoticias.com.br

Siga nosso Instagram parceiro/https://www.instagram.com/portal_radiotv_algo_news/


segunda-feira, 14 de março de 2022

Secretaria Municipal de Agricultura em ação

 


A Secretaria Municipal de Agricultura realizou uma agenda no último dia 09 de março, uma reunião  com os representantes da Câmara Legislativa do município  de Cocalzinho de Goiás.

Em pauta, foi tratado sobre a formação do Consórcio SIM – Serviço  de Inspeção  Municipal,  o qual têm como objetivo reunir esforços entre os municípios envolvidos para  efetivar com qualidade a prestação  desse serviço, com a finalidade de emitir o selo de qualidade nos produtos comercializados na região, fortalecendo nossa economia, e trazendo segurança jurídica  aos nossos produtores consumidores.

O Secretário da pasta, Abadyas Damasceno falou da importância do SIM e do trabalho técnico de toda  a equipe da Secretaria Municipal de Agricultura, empenhada no trabalho e missão de evoluir  políticas públicas que venham a desenvolver o setor agrícola do município e fazer parcerias com  cidades adjacentes.

“Estamos trabalhando com compromisso e dedicação.  Não mediremos esforços  até que seja concretizado de fato o referido  Consórcio” ponderou.

Serviço  de Inspeção  Municipal

 

O QUE É O SIM?  É um serviço de inspeção, fiscalização e suporte técnico de toda a produção de produtos principalmente perecíveis em Águas Lindas de Goiás.

O QUE O SIM FAZ?  Fiscaliza a produção dos alimentos de origem animal ou vegetal para serem comercializados dentro do município.
O SIM vai até a propriedade ou empresa, realiza uma avaliação técnica completa do espaço fisico do empreendimento.

 

 

Secom – Secretaria Municipal de Comunicação

Por Alyson Lemos

sexta-feira, 11 de março de 2022

Transporte municipal de Águas Lindas vai de mal a pior

 




Desde o início do seu governo, o Prefeito doutor Lucas Antonietti vem tentando organizar Águas Lindas e colocar a casa em ordem e temos que concordar que ele está fazendo um belíssimo trabalho na saúde, educação, infraestrutura, limpeza e conservação da cidade, mas a questão do transporte municipal parece ser o seu calcanhar de Aquiles.

Embora ele esteja se esforçado ao máximo para melhorar a qualidade do transporte coletivo municipal as reclamações dos usuários não param.

– ônibus sucateados e sujos; – motoristas que não respeitam os horários; – motoristas e cobradores que não respeitam idosos e deficientes; – falta de educação de motoristas e cobradores com os usuários em geral.

A empresa nunca investiu na educação de seus funcionários que só andam com ônibus lotados por não cumprirem o horário, pegam a população já nervosa por conta do atraso e junta com a falta de educação de motoristas e cobradores e tá feito a bagunça. Parece que são problemas difíceis de solucionar. Dr. Lucas herdou esse problemão de uma licitação maldita que aconteceu na gestão anterior que nunca se preocupou com a questão do transporte coletivo da cidade e apesar de seus esforços para resolver o problema, ele só bem se agravando. Como ele vai fazer pra resolver esse problema a gente não sabe, o que a gente sabe é que precisa de uma solução urgente porque nosso povo merece respeito!!!


NOS AJUDE, SIGA NOSSOINSTAGRAN

Fonte: maisaguaslindas