saude

saude

quinta-feira, 4 de janeiro de 2024

Fortes chuvas na capital federal fazem GDF decretar estado de alerta

 

O documento foi assinado e publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

DE ACORDO COM A GOVERNADORA EM EXERCÍCIO CELINA LEÃO, HÁ CERCA DE 60 FAMÍLIAS DESABRIGADAS, EM TODO O DF, POR CONTA DOS TEMPORAIS

O decreto assinado pela governadora em exercício Celina Leão (PP) nesta quarta-feira (3/1) colocou o Distrito Federal em estado de alerta em razão dos temporais que atingiram regiões administrativas da capital federal.
O documento foi assinado e publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O texto traz uma força-tarefa de 19 secretarias de governo, que estarão empenhados para articular, coordenar e atender situações emergenciais, impulsionadas com a forte chuva, que castigou algumas regiões, como a Vila Cauhy e o Sol Nascente. Os órgãos ficarão sob alerta, 24 horas por dia, enquanto durar o período de chuvas mais intensas.

Celina decidiu decretar estado de alerta na tarde desta quarta, após uma reunião com secretários, no Salão Nobre do Palácio do Buriti. No encontro, a progressista afirmou que o GDF está mobilizado desde o início das chuvas e que houve a percepção da continuidade do acúmulo e do aumento delas. “Estamos fazendo um decreto de alerta, para que as secretarias e os órgãos de prevenção estejam sob alerta e mapeando as regiões onde tivermos mais danos”, destacou.

Segundo a governadora em exercício, o objetivo maior de todos os secretários que fazem parte do grupo de trabalho é preservar vidas. “O GDF, depois, faz as intervenções, mas, no momento da chuva, às vezes, há um desespero e um descontrole, e é por isso que a gente está mapeando, área por área, e colocando as equipes em pronto-atendimento”, ressaltou Celina.

De acordo com a chefe interina do Executivo local, o levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil aponta que cerca de 60 famílias estão desabrigadas, em todo o DF, por conta dos temporais. “Estamos mapeando e esse número pode crescer ou pode se estabilizar. Mas o governo do Distrito Federal está preparado”, reforçou.

Alagamentos

As pancadas de chuva da madrugada desta quarta-feira (3/1) provocaram alagamentos em quatro pontos da Vila Cauhy, localizada no Núcleo Bandeirante. A ponte da Rua Seu Adelino, Rua Professora Maira Marques, ponte Azulão e Rua da Glória, foram atingidos.

Além da Vila Cauhy, as regiões de Arniqueira e Ceilândia também sofreram com enchentes. A ponte do Córrego Riacho Fundo, conhecida como ponte Canarinho, é a principal conexão de pedestres entre a Rua da Glória e o Núcleo Bandeirante, e ficou submersa com a água da chuva represada.

Fonte:  https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário