SAÚDE

SAÚDE

segunda-feira, 18 de abril de 2022

Aluguel Social abre inscrições em Aragoiânia e Anicuns

 Aragoiânia e Anicuns passam a integrar lista de municípios atendidos pelo programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, que agora abarca 45 cidades goianas. Moradores que estejam em situação de vulnerabilidade social, superendividamento e que não tenham moradia própria já podem se inscrever no site da Agehab 

O auxílio de R$ 350 é concedido pelo prazo de 18 meses. A meta do Governo de Goiás é alcançar pelo menos 30 mil famílias com o benefício

O programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social do Governo de Goiás está com inscrições abertas para Anicuns e Aragoiânia. Executado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), o Aluguel Social oferece no total 250 benefícios para as famílias dos dois municípios, sendo 100 para Aragoiânia e 150 para Anicuns.

No site da Agehab, os interessados podem acessar o edital e conferir se atendem aos requisitos do programa, alguns são essenciais, como possuir o CadÚnico, ter mais de 18 anos ou ser emancipado, estar em situação de vulnerabilidade social e morar há mais de 3 anos no município.

O presidente da Agehab, Pedro Sales, reforça o empenho do Governo de Goiás na expansão do programa, que garante um suporte para as famílias honrarem com o pagamento de uma despesa tão importante. “O lar é a garantia da segurança de toda a família. É onde as crianças se desenvolvem, lugar de descanso depois da jornada de trabalho e também o local em que cuidamos dos nossos idosos. Aumentar o número de famílias atendidas pelo benefício é prova da sensibilidade do governador Ronaldo Caiado, que tem como missão cuidar dos goianos”, reflete. Criado em novembro, o programa atualmente atende 45 municípios.

Ainda segundo Sales, o governo está dando condições para que as famílias possam arcar integral ou parcialmente com aluguel e com isso, podem melhorar aspectos diversos da vida financeira. “Temos relatos de pessoas que, com o auxílio, procuraram casas um pouco melhores para morar, outros que, com o dinheiro que economizaram, estão melhorando a alimentação dos filhos. Há ainda aqueles que estão guardando o dinheiro ou se capacitando para melhorar a renda. É muito gratificante saber que estamos chegando nas famílias que realmente precisam e ajudando a melhorar suas vidas”, avalia.

Além da atenção aos requisitos para participar do Aluguel Social, também é preciso estar atento ao preenchimento dos dados no momento da inscrição, para que informações erradas não inviabilizem a candidatura ao benefício. Após a inscrição, as equipes de cadastro da Agehab avaliam as informações prestadas, validando ou negando a candidatura. A fase seguinte é de envio dos documentos que comprovam a situação do beneficiário. A orientação é que o interessado leia o edital ou peça ajuda de um familiar ou amigo para entender essas informações antes de realizar a inscrição.

Os recursos do Aluguel Social são provenientes do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege), coordenado pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS) da Governadoria, dentro do programa Goiás Social. O auxílio de R$ 350 é concedido pelo prazo de 18 meses. A meta do Governo de Goiás é alcançar pelo menos 30 mil famílias com o benefício.  

Serviço

Assunto: Inscrições para o Aluguel Social do Governo de Goiás abertas em Anicuns e Aragoiânia

Onde: www.agehab.go.gov.br

Mais informações: @agehabgoias (redes sociais) ou (62) 3096-5050

Requisitos básicos

- Inscrição no CadÚnico no município do aluguel

- Ser maior de 18 anos ou emancipado

- Domicílio em município do aluguel de no mínimo 3 anos

Prioridades

- Pessoas e famílias com vulnerabilidade socioeconômica;

- Estudantes da Universidade Estadual de Goiás (UEG);

- Beneficiários do Programa Universitário do Bem (ProBem);

- Vítimas de violência doméstica e idoso em vulnerabilidade.

Requisitos específicos (Necessário atender ao menos um. Obrigatória comprovação com documento)

- Situação de moradia improvisada

Ter perdido o financiamento imobiliário em virtude do não pagamento das parcelas

- Utilizar valor igual ou superior a 50% da renda ao custeio de aluguel ou estar com 75% da renda comprometida com endividamento

- Portador de deficiência ou tenha no núcleo familiar pessoa com deficiência – PCD

- Vítima de violência doméstica e familiar ou assistida por medida protetiva

- Família monoparental (somente pai ou mãe)

- Idoso

- Estudante universitário da UEG ou beneficiário do ProBem (frequência mínima de 75%)

Ter renda familiar comprometida com dívidas formais, comprovado por pesquisa o SPC/SERASA

- Ser destinatário que tenha pleiteado a doação de imóvel de programa habitacional no Estado de Goiás com pedido pendente de apreciação

- Estar cadastrado em programas sociais do Estado de Goiás

Foto: Octacílio Queiroz

Agência Goiana de Habitação (Agehab) – Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário