saude

saude

sexta-feira, 3 de maio de 2024

Incêndio na Asa Sul: vizinha acordou com gritos de homem tentando salvar o pai

 

Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 0h03 desta sexta-feira (3/5) - (crédito: CBMDF/Divulgação)

DE ACORDO COM A POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL (PMDF), O SUSPEITO DE CAUSAR O INCÊNDIO FOI PRESO E CONDUZIDO À 1ª DELEGACIA DE POLÍCIA


Um incêndio, ocorrido na madrugada desta sexta-feira (3/4) em uma pousada na 705 Sul, deixou dois mortos. Uma vizinha, que mora em uma casa em frente à pousada, contou ao Correio que no início da madrugada ouviu gritos vindo no prédio da frente. Um rapaz, que estava do lado de fora, gritava por "pai" e tentava arrombar o portão. A fumaça se alastrou muito rápido e ela fechou as janelas para evitar que adentrasse em sua casa.

Segundo contou, o local é conhecido como "Pousada do senhor Santos" e existe há pelo menos dez anos. De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o suspeito de causar o incêndio foi preso e conduzido à 1ª Delegacia de Polícia. O homem estava no local quando os agentes chegaram e afirmou que a causa do incêndio foi o celular dele ter pegado fogo em cima do colchão que dormia em um quarto da pousada.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) foi chamado de socorro às 0h03 desta sexta e sete viaturas foram empenhadas.

Uma das vítimas morreu no local e a outra após ser encaminhada ao hospital em estado crítico — o homem estava inconsciente com suspeita de intoxicação severa por inalação de fumaça e queimaduras no corpo e não resistiu aos ferimentos.


Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 0h03 desta sexta-feira (3/5)(foto: CBMDF/Divulgação)

O prédio tem 22 unidades de moradia, sendo 13 no subsolo, 10 no térreo e nove no 1º piso. Relatos de moradores ouvidos no local afirmam que 22 pessoas estavam no local no momento do incêndio. Algumas não conseguiram sair do prédio, como as duas vítimas, que eram dois homens adultos. Os dois foram encontrados em banheiros diferentes do prédio.

Na manhã desta sexta-feira, o Correio esteve no local e constatou marcas das chamas nas janelas e nos canos do primeiro andar. Havia, ainda, cheiro de fumaça no local e faixas amarelas impedem a entrada do prédio, indicando ser um local onde ocorreu um crime.

Não há placa indicando que o local se trata de uma pousada, mas os Bombeiros confirmam a funcionalidade do prédio para abrigar pessoas. Há quatro grandes janelas na parte de trás com grades, o que talvez tenha dificultado a saída dos hóspedes.


Pousada é composta de quartos no subsolo, no térreo e no primeiro andar(foto: Letícia Mouhamad/CB/D.A.Press)

Após o controle das chamas, os bombeiros iniciaram a operação de rescaldo para eliminar riscos das chamas voltarem. De acordo com a corporação, a maioria das unidades foram parcial ou totalmente consumidas pelas chamas, como perda de colchão, roupas e outros objetos.

Fonte:  https://www.correiobraziliense.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário