saude

saude

segunda-feira, 25 de setembro de 2023

CULTURA | CULTURA IPHAN lança edital de R$ 2 milhões para projetos de educação patrimonial


Recursos serão voltados para organizações da sociedade civil para uso em torno de projetos educativos que contribuam com o reconhecimento, a valorização e a preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro

O Instituto do patrimônio histórico e artístico nacional (IPHAN), órgão vinculado ao Ministério da Cultura, abriu edital de chamamento público para projetos de educação patrimonial em todo o país. As inscrições vão até o dia 25 de setembro e devem ser realizadas pela plataforma transferegov.


Com investimento de dois milhões de reais, o objetivo do chamamento público é o desenvolvimento de projetos educativos que contribuam para o reconhecimento, a valorização e a preservação, de acordo com as diretrizes de educação patrimonial. 


Podem concorrer organizações da sociedade civil e entidades públicas de todas as esferas. As propostas inscritas devem ser no valor mínimo de duzentos, e no máximo, de quinhentos mil reais.


O coordenador substituto de educação patrimonial do IPHAN, Paulo Peters, fala sobre o edital, o primeiro voltado unicamente para projetos de educação no campo patrimonial.  "Além de ser o primeiro edital voltado unicamente para projetos de educação no campo do patrimônio cultural, também busca realizar um conjunto diverso nos projetos selecionados. serão feitas parcerias para fortalecer e ampliar a rede de parceiros e tornar a política de patrimônio cultural mais presente e efetiva em diferentes localidades. O chamamento é voltado para projetos de organizações da sociedade civil e de órgãos e entidades da administração pública municipal, estadual e federal".


O edital para projetos de educação patrimonial busca atrair propostas que promovam o diálogo da educação patrimonial com outras temáticas de relevância para a sociedade, como sustentabilidade ambiental, gênero, culturas afro-diaspóricas e indígenas, grupos urbanos e rurais minorizados.


A expectativa é de que as entidades inscritas possam identificar com maior profundidade a situação na qual o contexto local se apresenta, reconhecer eventuais problemas que enfrentam, identificar aspectos pouco evidenciados ou situações que necessitam ser modificadas.


Elas devem também desenvolver estratégias para resolução das questões identificadas, planejar formas de execução e atuar por meio de iniciativas comunitárias e de parcerias.


As inscrições no edital de chamamento público para projetos de educação patrimonial vão até o dia 25 de setembro e devem ser realizadas via plataforma transferegov.


Esta é uma realização do ministério da cultura e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)
 



Fonte: Brasil 61

Nenhum comentário:

Postar um comentário