Lima Souza news

Lima Souza news

radio

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Prefeitura de Águas Lindas implanta Sistema de Triagem no Hospital Bom Jesus



Sob as orientações do prefeito Hildo do Candango, a Secretaria Municipal de 
Saúde de Águas Lindas de Goiás implantou no Hospital Municipal Bom Jesus o 
Protocolo de Atendimento ao Paciente Crítico. Foram criadas salas de Triagem 
e  Acolhimento  com  profissionais  de  saúde  treinados  para  o  atendimento.  
O  Protocolo  é  recomendado  pelo  Ministério  da  Saúde  à  todas  as  unidades 
Básicas de Saúde.
O  paciente  é  assistido  por  uma  equipe  multiprofissional  composta  por: 
enfermeiro,  auxiliar  de  enfermagem,  serviço  social,  equipe  médica, 
profissionais da portaria/recepção e estagiários.
Para  o  prefeito,  a  medida   serve  como  tentativa  de  minimizar  os  efeitos  da 
pressão  na  porta  de  entrada  do  Hospital,  melhorando  o  acesso  do  cidadão 
à  consulta médica  e  o  atendimento  aos  pacientes  que  estão  em  estado mais 
grave.
O  secretário  de  Saúde  Willem  Madison  diz  que  a  classificação  de  risco  é 
entendida como uma necessidade para melhor organizar o fluxo dos pacientes 
que  procuram  as  portas  de  urgência/emergência,  garantindo  um  atendimento 
resolutivo e humanizado àqueles em situações de sofrimento agudo ou crônico 
ou de qualquer natureza.
A  coordenadora  de  Enfermagem  do  Hospital,  Vera  Lobo,  explica  que  os 
procedimento  na  recepção  do Hospital  é   realizado  por  profissional  de  saúde, 
de  nível  superior,  mediante  treinamento  específico  e  utilização  de  protocolos 
pré-estabelecidos que tem por objetivo avaliar o grau de urgência das queixas 
dos pacientes, colocando-os em ordem de prioridade para o atendimento.
Ao  chegar  ao  serviço  de  urgência  demandando  necessidade  aguda  ou 
de  urgência,  o  usuário  é  acolhido  pelos  funcionários  da  portaria/recepção 
ou  estagiários  e  encaminhado  para  confecção  da  ficha  de  atendimento. 
Após  a  sua  identificação,  o  usuário  é  encaminhado  ao  espaço  destinado 
à  Classificação  de  Risco  onde  é  acolhido  pelo  auxiliar  de  enfermagem  e 
enfermeiro  que,  utilizando  informações  da  escuta  qualificada  e  da tomada  de 
dados vitais, se baseia no protocolo e classifica o usuário em: 
VERMELHO,  ou  seja,  emergência  (será  atendido  imediatamente  na  sala  de 
emergência);
AMARELO,  ou  seja,  urgência  (será  atendido  com  prioridade   sobre  os 
pacientes  classificados  como  VERDE,  no  consultório  ou  leito  da  sala  de 
observação);
VERDE,  ou  seja,  sem  risco  de  morte  imediato  (somente  será  atendido  após 
todos os pacientes classificados como VERMELHO e AMARELO); 
AZUL,  ou  seja,  quadro  crônico  sem  sofrimento  agudo  ou  caso  social  (deverá 
ser preferencialmente encaminhado para atendimento). Se desejar poderá ser 
atendido após todos os pacientes classificados como VERMELHO, AMARELO 
e VERDE. 
Vale ressaltar que nenhum paciente poderá ser dispensado sem ser atendido, 
ou seja, sem ser acolhido, classificado e encaminhado de forma responsável a 
uma Unidade de Saúde de referência.
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário